Intel Core i7

CORE i7

Intel Core i7

é uma família de processadores Intel para desktop e notebooks x86-64 (64 bits). É o primeiro processador lançado que utiliza a microarquitetura Intel Nehalem que é o sucessor dos processadores Intel Core 2. Atualmente, existem ao todo três modelos de processadores de quatro núcleos. Os três modelos atuais e futuros serão dos modelos Quad-core. O i7 se aplica a família de processadores Bloomfield. O nome continua com o uso da marca Core da Intel. Foi lançado oficialmente em 17 de novembro de 2008 e é fabricado no Arizona, Novo México e Oregon, embora a fábrica destes já tenham se adaptado para a próxima geração de processadores de 32nm. Este processador possui 8 MB de cache inteligente, e trabalha com memórias de até 1066 MHZ em modo Triple Channel.

Bloomfield é o codinome dos processadores high-end Intel da série Xeon 35xx e Core i7-9xx. Possuem configurações idênticas, substituindo os processadores Yorkfield. O núcleo Bloomfield está intimamente relacionado com o processador dual-Gainestown, que tem o mesmo valor CPUID 0106Ax (família 6, modelo 26). Já a família Lynnfield e Clarksfield móveis são processadores quad-core com base na mesma arquitetura Intel Nehalem de 45 nm, porém sendo destinados ao mercado mid-end. Estes não possuem a tecnologia QPI (Quick Path Interconnect), mas sim a tecnologia DMI(Direct Media Interface).

  • O novo socket LGA 1366 é incompatível com os processadores anteriores.
  • A controladora de memória está diretamente ligada ao processador.
  • Possuí três canais de memória: cada canal pode suportar um ou dois módulos DIMMs DDR3. As

Placas-Mãe para Bloomfield geralmente possuem três, quatro ou seis slots DIMM.

  • Suporte nativo, apenas para memórias DDR3.
  • O barramento frontal (FSB) foi substituído pela interface Intel QuickPath Interconnect(QPI), onde a placa-mãe deve usar um chipset que suporta QuickPath Interconnect.

Cache:

  • 64 KB de cache L1 (32 KB de dados + 32 KB de instruções) por núcleo;
  • 256 KB de cache L2 (instruções combinadas e dados) por núcleo;
  • 8 MB L3 (instruções e dados combinados) compartilhada por todos os núcleos;
  • Todos os quatro núcleos, o controlador de memória, cache e todos estão em um único chip, em vez de um módulo multi-chip de dois processadores dual-core em Yorkfield;
  • A tecnologia “Turbo Boost” permite que todos os núcleos ativos, de forma inteligente, sincronizem-se em pulsos de 133 Mhz, mais rápido que a frequência básica de operação quando estiverem operando abaixo dos limites especificados para energia, corrente e temperatura;
  • Re-implementada a tecnologia Hyper-Threading (HT). Assim cada um dos quatro núcleos pode processar até um thread em simultâneo, de modo que o processador aparece para o sistema operacional como oito processadores. Esta característica estava presente na micro-arquitetura NetBurst dos processadores mais antigos, mas não havia sido introduzida no Core, já que era um descendente da família Pentium III.
  • Apenas uma interface QuickPath: não destinados ao multi-processo da placa-mãe;
  • Tecnologia de processo 45nm;
  • 731 milhões de transistores;
  • Sofisticadas com gerenciamento de energia que pode colocar um núcleo não utilizado em um modo de energia zero;
  • Suporte para SSE4.2 e conjuntos de instruções SSE 4.1.

Criado para substituir o Front Side Bus. Funciona como uma interconexão de alta velocidade ponto a ponto. Cada processador possui seu controlador de memória (memória dedicada) e memória cache, fazendo com que os processadores comuniquem-se diretamente com o controlador de entrada e saída. Os processadores podem acessar diretamente a cache do outro, devido às interconexões entre eles, possibilitando também o fluxo de dados em ambas as direções ao mesmo tempo.

Chama-se de link a conexão entre dois dispositivos QuickPath, composta por um conjunto de sinais unidirecionais transmitidos por um dispositivo e recebidos por outro.

As funções do QuickPath são agrupadas em quatro camadas:

  • Camada Física: controle de transferência de dados relacionados à sinais elétricos. Inclui problemas com envio e recebimento de bits.
  • Camada de Comunicação: tratamento de erros ocorridos durante a transferência de dados da camada física para ela mesma.
  • Camada de Roteamento: assegura a ida apropriada dos dados ao seu destino. Dados com destino dentro do próprio dispositivo são enviados para a camada de protocolo.
  • Camada de Protocolo: manter coerência de cache; controlar funções de sistema.

Algumas melhorias:

  • Aumento de desempenho;
  • Aumento de largura de banda;
  • Baixo custo;
  • Escalável;
  • Eficiente consumo de energia;
  • Suporte para novas capacidades.

A Intel prevê lançamento de uma nova arquitetura para seus processadores a cada dois anos. “Tique” faz referência à criação de novas técnicas para a construção de transistores menores e, a utilização máxima da eficiência e velocidade do processador.

O processo de overclock da arquitetura Bloomfield é semelhante ao da arquitetura AMD, devido à HCM. O overclock será possível com a série 900 e uma placa-mãe equipada com o chipset X58. No início de outubro de 2008, surgiram relatos de que não será possível usar o “desempenho” DDR3 DIMMs que exigem tensões superiores a 1.65V, pois o controlador de memória integrado no âmbito da Core i7 será danificado.

O Bloomfield possui três canais de memória. A largura de banda do canal pode ser selecionada pela configuração de memória do multiplicador. No entanto, em valores de referência inicial, quando a taxa de clock está definida em um limite superior (1333 a 965XE), o processador vai acessar apenas dois canais de memória simultaneamente. A 965XE tem maior taxa de tranferência de memória com 3xDDR3-1333 do que com 3xDDR3-1600, e 2xDDR3-1600 possui uma taxa de transferência quase igual ao 3xDDR3-1333.

O Core i7 950 e o Core i7 975 Extreme Edition foram introduzidos em março de 2009 com preços semelhantes aos preços do 940 e 965 Extreme Edition, respectivamente, mas com melhor desempenho em cada caso. A Intel tem agendada a interrupção do 940 e 965XE para Q3 2009. Também anunciou a interrupção de outros processadores mais antigos, ao mesmo tempo.

Lynnfield é o primeiro processador vendido sobre a marca Core i7, e ao mesmo tempo, sendo vendido como Core i5. Ao contrário de Bloomfield, não tem uma interface QPI mas se conecta diretamente à ponte-sul e outros dispositivos que utilizam o Direct Media Interface PCI Express ligados no soquete 1156. O Core i7 baseado no Lynnfield possui HT (Hyper-Threading), que é desativado em processadores Core i5 Lynnfield.

Clarksfield será a versão móvel do Lynnfield e estará disponível sob a marca Core i7 Mobile, como parte da plataforma Calpella.

Chamada Sandy Bridge, é a próxima tendência a ser lançada. Em seu próximo “Tique” haverá a mudança da arquitetura Nehalem de 45 nanômetros para 32 nanômetros. No “Taque“, mudanças na arquitetura de produção de processadores, ainda sem muitas informações a respeito.

Fonte: http://www.hardware.com.br/guias/processadores-era-moderna/intel-core-i7i5i3.html

2011 02 11

Anúncios