Switch ou Comutador

Um comutador ou switch é um dispositivo utilizado em redes de computadores para reencaminhar módulos (frames) entre os diversos nós. Possuem portas, assim como os concentradores (hubs) e a principal diferença entre um comutador e um concentrador, é que o comutador segmenta a rede internamente, sendo que a cada porta corresponde um domínio de colisão diferente, o que significa que não haverá colisões entre os pacotes de segmentos diferentes — ao contrário dos concentradores, cujas portas partilham o mesmo domínio de colisão. Outra importante diferença está relacionada à gestão da rede, com um Switch gerenciável, podemos criar VLANS, deste modo a rede gerida será divida em menores segmentos.

Os comutadores operam semelhantemente a um sistema telefónico com linhas privadas. Neste sistema, quando uma pessoa liga para outra, a central telefónica conecta-as numa linha dedicada, possibilitando um maior número de conversações simultâneas.

Um comutador opera na camada 2 (camada de enlace), encaminhando os pacotes de acordo com o endereço MAC de destino, e é destinado a redes locais para segmentação. Porém, atualmente existem comutadores que operam em conjunto na camada 3 (camada de rede), herdando algumas propriedades dos roteadores (routers).

Os comutadores não propagam domínios Cut Through – O comutador envia o quadro logo após ler o endereço MAC de destino do quadro. Este método não averigua o valor da soma de verificação.

Fragment Free – Este método tenta utilizar os benefícios dos métodos “Store and Forward” e “Cut Through”. O “Fragment Free” verifica os primeiros 64 bytes do quadro, onde as informações de endereçamento estão armazenadas.

Adaptative Switching – Este método faz o uso dos outros três métodos.

Diferenças entre Switches Layer 2 e Layer 3: Switches layer 2 utilizam o MAC-Address guardado na tabela para passar a informação, enquanto que o Switch Layer 3 utiliza os endereços IP para fazer o mesmo.

Fonte: Internet

2011 02 28

Anúncios